O que é: Jitter

Índice

O que é Jitter?

Jitter é um termo utilizado na área de telecomunicações e redes de computadores para descrever a variação no atraso de entrega de pacotes de dados em uma rede. Essa variação pode ocorrer devido a diversos fatores, como congestionamento de rede, problemas de roteamento, interferências e latência. O jitter é medido em milissegundos (ms) e pode afetar a qualidade de serviços como chamadas de voz pela internet (VoIP), videoconferências e transmissões de áudio e vídeo em tempo real.

Como o Jitter afeta a qualidade de serviços?

O jitter pode causar problemas na qualidade de serviços que dependem de uma transmissão contínua de dados, como chamadas de voz pela internet. Quando o jitter é alto, os pacotes de dados podem chegar ao destino em momentos diferentes, o que pode resultar em atrasos e interrupções na comunicação. Isso pode causar problemas como cortes na voz, falhas na transmissão de áudio e vídeo e dificuldade na compreensão das informações transmitidas.

Principais causas do Jitter

O jitter pode ser causado por diversos fatores, sendo os mais comuns:

1. Congestionamento de rede:

O congestionamento de rede ocorre quando há um grande volume de dados sendo transmitidos em uma mesma rede, o que pode sobrecarregar os equipamentos e causar atrasos na entrega dos pacotes. Isso pode resultar em um aumento do jitter e na degradação da qualidade dos serviços.

2. Problemas de roteamento:

Os problemas de roteamento podem ocorrer quando os pacotes de dados são direcionados por caminhos diferentes dentro da rede. Isso pode causar variações no tempo de entrega dos pacotes, resultando em um aumento do jitter.

3. Interferências:

As interferências podem ser causadas por diversos fatores, como sinais de rádio, dispositivos eletrônicos próximos e obstáculos físicos. Essas interferências podem afetar a qualidade da transmissão de dados, resultando em variações no jitter.

4. Latência:

A latência é o tempo que um pacote de dados leva para percorrer a rede, do ponto de origem ao ponto de destino. Quando a latência é alta, os pacotes podem chegar ao destino com atraso, o que pode aumentar o jitter.

Como medir o Jitter?

O jitter pode ser medido utilizando ferramentas de monitoramento de rede, que registram a variação no atraso de entrega dos pacotes. Essas ferramentas geralmente fornecem informações como o valor médio do jitter, o valor máximo e o valor mínimo. Essas informações são importantes para avaliar a qualidade da rede e identificar possíveis problemas que possam estar afetando a transmissão de dados.

Como reduzir o Jitter?

Para reduzir o jitter e melhorar a qualidade dos serviços, algumas medidas podem ser adotadas:

1. Priorização de tráfego:

A priorização de tráfego consiste em dar prioridade aos pacotes de dados mais sensíveis à variação de atraso, como os pacotes de voz em uma chamada VoIP. Isso pode ser feito utilizando mecanismos de Qualidade de Serviço (QoS), que permitem definir regras de priorização na rede.

2. Aumento da largura de banda:

O aumento da largura de banda da rede pode ajudar a reduzir o congestionamento e, consequentemente, o jitter. Isso pode ser feito através da contratação de um plano de internet com maior velocidade ou da implementação de tecnologias como o balanceamento de carga.

3. Melhoria na infraestrutura de rede:

A melhoria na infraestrutura de rede, como a substituição de equipamentos obsoletos e a otimização do roteamento, pode ajudar a reduzir o jitter. Isso pode ser feito através da contratação de serviços de consultoria em redes ou da atualização dos equipamentos de rede.

Conclusão

O jitter é um problema comum em redes de computadores e pode afetar a qualidade de serviços como chamadas de voz pela internet e transmissões de áudio e vídeo em tempo real. Para garantir uma boa qualidade de serviço, é importante monitorar o jitter e adotar medidas para reduzi-lo, como a priorização de tráfego e a melhoria na infraestrutura de rede.

Compartilhe:

Este site utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.